SEDERSP se reúne mais uma vez com empresários do setor

O SEDERSP realizou no último sábado (15), em sua sede, em São Paulo, mais um encontro com empresários da área de distribuição de entregas rápidas, com o objetivo de aproximar a entidade com as empresas de motofrete e apresentar as ações que o sindicato vem realizando em prol da categoria, principalmente no que se refere ao combate às irregularidades.Durante o encontro, o presidente Fernando Souza salientou as dificuldades que o setor tem enfrentado com a entrada de empresas de plataforma virtual (aplicativos) no segmento de duas rodas. “Essas empresas concorrem de forma desleal, desrespeitando as regras vigentes para o exercício da nossa atividade. Nossa categoria luta pela regulamentação e segurança de nossos profissionais e não podemos permitir que nenhuma irregularidade venha a prejudicar todo esse trabalho sério desenvolvido ao longo de tantos anos”, disse.

Diante desse problema, o SEDERSP criou um Comitê de Trabalho para viabilizar e fortalecer as ações de combate a essas empresas de aplicativos. Vários empresários expuseram suas preocupações e informaram que vem perdendo clientes para empresas que atuam na informalidade ou para as empresas “ditas” de plataforma virtual, já que essas não cumprem as exigências e as normas que as empresas de motofrete devem atender.

A entidade patronal abordou também a necessidade de levar esclarecimentos ao tomador de serviços sobre a importância de se contratar apenas empresas que atendem as exigências legais e que garantem a proteção de seus profissionais durante a execução dos serviços contratados.

Paralelo a isso, o sindicato salientou as diversas reuniões com parlamentares municipais, estaduais e federais, levando sugestões de projetos e as demandas em prol do setor, bem como seus encontros em vários órgãos públicos em busca de apoio para as reivindicações da categoria, com destaque para a SEMPE- Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa e Ministério do Trabalho (MTE)

Fernando comentou sua ida a Brasília representando a Confederação Nacional do Transporte (CNT) para discutir junto ao MTE e demais setores representados pela CNI a publicação da Portaria SIT 530/16, que trata dos Equipamentos de Segurança, com base no Anexo da NR 16.

O presidente avaliou esse evento de sábado como bastante positivo.“Tivemos o apoio das empresas presentes quanto a continuidade das ações apresentadas e o entendimento que somente unidos e comprometidos somos fortes”, disse Souza.