Frete Grátis: Vale a pena oferecer?

Empresas de e-commerce e comércios em geral sabem que os consumidores gostam de encontrar uma oferta de frete grátis junto ao produto desejado. Este tipo de atrativo ao cliente é bastante difundido e realmente gera bons números em relação à conversão em vendas, mas são necessários alguns cuidados ao oferecer este benefício.

Quem paga para que o cliente tenha esta comodidade ao adquirir um produto de uma loja muitas vezes é o próprio empreendedor, e para as empresas de menor porte este tipo de ferramenta pode agredir muito o lucro visado. O que acontece, também, é o repasse do preço do frete ao valor das mercadorias, o que pode acabar espantando clientes potenciais.

Neste artigo, abordaremos algumas situações a respeito, no intuito de ajudar na decisão de se vale a pena ou não implementar o  frete grátis em seu negócio.

Frete grátis: benefício ou prejuízo?

O que levar em consideração

Em se tratando de frete grátis, cada produto deve ser analisado em separado, em especial em relação ao tamanho e ao peso da mercadoria, fatores que impactam diretamente nos custos de frete. Monitore também de quais são as localidades de onde provêm mais compradores. Esta informação, juntamente com o volume e peso da mercadoria, permite calcular qual é o valor gasto em média com o envio de produtos.

Avalie qual a lucratividade de cada mercadoria a ser vendida, considerando de maneira global a realidade da empresa, como custos de operação e de estoque. Conhecendo o custo médio para o envio de determinado produto e comparando com sua margem de lucro, poderá descobrir que o lucro é muito pequeno para permitir esse tipo de benefício.

Outro indicador a ser considerado é qual é a média de gasto dos clientes no site. Por exemplo, caso a média de gasto dos compradores na loja é de R$100, pode ser interessante oferecer frete grátis nas compras a partir de R$150. Desta forma, a oferta fica atrelada ao aumento do ticket médio da empresa, uma prática que pode ser mais saudável do que oferecer este benefício para qualquer compra.

Por fim, é necessário conhecer cases de sucesso e tentar adaptar de forma responsável à realidade do seu negócio. Há muito que aprender com acertos e erros de outras empresas de todos os portes. Procure agir sempre com assertividade, sem tentativas infundadas de pura imitação.

Somente através desse trabalho de cálculo minucioso e de pesquisa de mercado o gestor conseguirá averiguar se é viável ou não tentar fidelizar o cliente através do frete grátis. E-commerces e comércios em geral que ignoram isso e trabalham fora da realidade da estrutura do seu negócio podem comprometer a saúde financeira da empresa, mesmo que o engajamento esteja acima dos números da concorrência.